A conversão da família Jahsh ao Islam

25 de Ramadan do Primeiro Ano da Missão Profética


Jahsh tinha emigrado a Meca e se estabelecido com a permissão do Abdulmuttalib, avô do nosso Profeta. Abdulmuttalib também havia o casado com sua filha, Umaymah, tia de nosso Profeta. Após a missão profética, a família Jahsh, disse coletivamente “Sim” ao convite do nosso Profeta. E assim eles foram das primeiras pessoas muçulmanas. Naquele dia havia cinco pessoas na família: Abdullah, Ubeydullah, Abu Amr, Zaybab e Hamne. Todos eles eram pessoas respeitadas na sociedade. Abu Sufyan tinha dado a mão das suas duas filhas a esta família, Uma delas, Umm Habibe, era casado com Ubeydullah Ibn Jahsh.


A família, que não abandonou sua religião durante os anos de opressão e perseguição, foi também uma das famílias que migraram coletivamente. Por se afastar das fontes e nutrição religiosa Ubeydullah Ibn Jahsh voltou do Islam e morreu naquele estado no Abissínia onde foi viver sua religião. Ao saber isso, o Profeta fez uma proposta de casamento a Umm Habibe, por meio de Najashî, a fim de estabelecer laços de parentesco com Abu Sufyan. Abu Sufyan era o líder de Meca, e Profeta tinha intuito de abrandar o coração dele contra Islam. Quando a oferta foi aceita, Umm Habibe alcançou o posto de mãe dos fiéis.


Quando o resto da família migrou para Medina, um grupo de habitantes de Meca, incluindo Abu Jahil, confiscaram suas casas e pertences. Por este motivo Abdullah Ibn Jahsh foi ter com Profeta, e o Mensageiro de Deus (sallallahu alaihi wa sallam) deu boas-novas a ele sobre as bênçãos do Paraíso e disse-lhe para não ficar triste.

3 visualizações