A Conversão de Amr Ibn-i Abese

29 de Ramadan 1º ano de Missão

Amr Ibn-i Abese (que Allah esteja satisfeito com ele) observava que as pessoas ao se redor passavam suas vidas adorando ídolos produzidos por elas mesmas. Ele pensava que estas pessoas já estão se afogando em trevas e testemunhava que elas gastavam suas vidas por nada.

Perante esta situação ele procurava uma maneira de libertar a humanidade dos sentimentos sombrios e impulsos da ignorância. Enquanto isso ele ouvia sobre surgimento de uma pessoa que todos conhecem como ‘Al-Emin (O Fidedigno)’ na Meca e a mensagem que ele trazia. Ele tinha esperado muito tempo e nem tinha mais um segundo a perder. Talvez a alvorada que ele esperava há anos seja Ele. Imediatamente montou seu camelo e partiu.

Ele ficou surpreso ao chegar à Meca. Porque quando ele perguntava do Profeta, entendeu que sua tribo tinha sido oposta a ele e não o apoiava. Ao testemunhar essa situação, seu coração se abrandou e ele sentiu uma paz de espírito que não conseguia entender.

Eram os primeiros dias da missão profética. Nosso Profeta (que a paz esteja com ele) fazia seu convite em segredo e respondia as reações do seu povo com paciência. Finalmente, Amr O encontrou. Ele tinha percorrido um longo caminho e tinha ponderado as perguntas que faria quando O visse ao longo do caminho.

Primeiramente Amr perguntou,

"Qual é a sua tarefa?"

O Mensageiro de Allah respondeu "Eu sou o Nabi (Profeta)!"

Amr perguntou de novo. "O que o Nabi (Profeta) dizer?".

Ele: "É o Mensageiro que Deus enviou às pessoas!"

Amr perguntou: "Allah te enviou como um mensageiro?"

Ele disse “Sim".

Amr: "O que ele mandou com você?"

Nosso Profeta (que a paz esteja com ele) disse: "Ele me enviou para afirmar unicidade de Allah, adorá-Lo, eliminar ídolos e manter vivos os laços de parentesco."

Ao ouvir estas palavras, Amr sentiu uma iluminação em seu coração e em sua mente e uma misericórdia que o envolve.

"Que belas verdades são as coisas que Deus enviou com você!" disse Amr e perguntou: “Então quem está te obedecendo e cuidando da sua causa?"

Nosso Profeta respondeu (que a paz esteja com ele)."Um livre e um escravo!" referindo-se ao Abu Bakr (r.a) e Bilal (r.a).

Após este diálogo Amr Ibn-i Abese, cujo coração já estava cheio da luz da fé, confirmou Profeta e o que ele trouxe, tornou-se muçulmano e ocupou seu lugar entre os primeiros muçulmanos.

Seguindo o conselho de nosso Profeta, Amr (que Allah esteja satisfeito com ele) voltou para sua tribo. Por anos representou O Mensageiro de Deus em sua tribo. Até ouvir que nosso Profeta (que a paz esteja com ele) emigrou. Quando ele recebeu esta notícia (Hégira), imediatamente se preparou e foi para Medina.

2 visualizações